sábado, abril 24, 2004

AMOR NOSSO

Amor nosso que vem dos céus;
Adorável és quando dormes;
Abençoado seja o nosso leito;
Que seja feito com vontade;
Tanto quando berras,
Ou quando se faz de réu.
O Amor Nosso que cada dia
cresce e vai longe;
Perdoai as minhas defesas;
Pois só assim para disfarçar um coração ferido;
Não deixeis que me arranquem esta paixão;
Pois sabes que ficaria muito mal;
Além...

Anndréa

terça-feira, abril 20, 2004

AMOR DIVINO

O amor é como um presente,
Se for como esse por mim sentido,
é como uma dádiva que Deus dá a um doente.
Doente sim,
De saudades incuradas,
de dores sem fim
e mágoas por todo o corpo marcadas
Por um instante adivinho...
Quisera ser sempre assim,
Seguido sempre esse caminho
Quisera você preso a mim
Tudo que é chama ardeu
outra boca você beijou.
Quis você todo meu
meu coração chorou
A dor ficou para trás
Descobri a sinceridade,
Amo-te mais do que antes de toda a verdade
Porque é homem raro
que jamais será triste
Neste momento eu paro:
Me pergunto se o paraíso existe
Quisera eu,
Se lá algum dia eu puder entrar
e agradecer a Deus
por me escolher para te amar.

Allice Moura

sexta-feira, abril 16, 2004

AMOR A QUANTO OBRIGAS !!!

Amar é sofrer...
Porque vou ficar outra vez sozinho ?
Porquê ficar sem teu carinho ?
Quero afogar-me no teu rio de ternura
Quero sentir tuas mãos,
Quero beijar tua boca tão pura !!
Sabes que meu corpo rebelde
De tremuras teu mimo amansa ?
Porque de ficar só, minha vida já se cansa?...
Vieste qual deusa bendita
Num regaço de Rosas de amor
Por ti minha alma rouca ainda grita....
Negando a evidência de nova dor !!!
Qual troiano pássaro maldito
Te leva quase até ao infinito
E eu grito.....
Mas minha garganta
De dor já cansada
Que de canto, já cantou e agora nada...
Mas o futuro será risonho...
O real será o sonho....
O frio será calor...
A felicidade será sem dor...
E vencerá o nosso amor...

Fernando José

quarta-feira, abril 14, 2004

AMOR A DISTÂNCIA

Um amor que chega sem ser esperado...
Que não pede permissão para entrar...
Mas que invade o corpo inteiro...
Como se dono fosse do meu ser...
Um amor que vi aos poucos dentro de mim crescer!
Um amor que a distância não impediu,
De aflorar na minha existência tão sem graça.
Que me trouxe a alegria de estar vivo...
Que despertou a emoção adormecida!
Quando descobri que estavas em minha vida,
Ah esse amor que chega a doer de tanta
saudade...
Que anseia em seus braços um dia ser aconchegado.
Que sonha com seu rosto um dia acariciar.
Em teu corpo os delírios do prazer sentir...
E o seu coração com o meu amor seduzir!
Ah esse amor..., esse amor...
Que deixa meu corpo em brasas.
Quando em sonho muitas vezes acordado.
Sinto o seu corpo sob o meu, e
Assim por ti estar sendo amado.
O que seria de mim se não sonhasse!
Talvez perdesse a esperança....
Mas eu sonho, e tenho esperança.
Que um dia em nossas vidas vou lhe encontrar,
Com meu carinho e meu amor poder dizer,
Que eu nasci para lhe amar e ser amado por você!

Juliana Olivery

sábado, abril 10, 2004

AMAR-TE

Amar-te é um sentimento quente
que está sempre presente
que continuamente se sente...
amar-te é ser audaz
é sentir a tua paz
é querer guerra de beijos
ter a coragem de mil desejos
é querer mimo incontido
é um carinho a partilhar
é sentimento bem sentido.
Amar-te ? Oh amar-te, é alegria
é transformar uma noite fria
num quente aconchego
Oh !!! amar-te é pintar o sentimento
aquele que sinto cá dentro
de uma forma total e pura
numa tela bem segura
e saber que o tema a expor
pintado não a uma só cor
será sempre o nosso amor !!

Fernando José

quinta-feira, abril 08, 2004

AMAR É VIDA!

Voltaste tu finalmente
Qual estrela cadente
Brilhante luzente e quente
De um amor sempre presente
Fosses a estrela polar
Fosses o sol a brilhar
Fosses rio, fosses ar
Teu brilho iria iluminar
Este coração vazio
Que de quente...só tem frio
Mas voltaste finalmente...
E ele hoje está bem quente...
Te sente...estás presente...
Sou feliz...estou contente...
Vivo...sou gente!!!
Porque voltaste,
Finalmente!!!

Fernando José

terça-feira, abril 06, 2004

ALMA DO MUNDO

Pensamento solto no mar da aventura
Liberta sonhos e uma lágrima: tão seca e tão pura
Que se dissipa sem como nem porquê!
O mar é oceano que navega na bravura
Enquanto a vida percorre tudo, envolvendo a totalidade do que vê.
Longe está a temível e tímida morte
Tão audaz e ao mesmo tempo tão fugaz, queixa-se de sua sorte:
Todos a odeiam sem razão! Que fez ela para merecer tamanha atenção!?

O ar é asfixiante e sufoca, enquanto aprisiona
Uma estrela perde o brilho, a lua ressona!
A paz intranquila reina sobre a guerra interminável
E o Sol que já não aquece continua encantável...
O mundo perdeu seu sentido, seu propósito, seu caminho!
E tudo nele se perdeu; chorando caminha, sozinho...
Este mundo... que por tanto procurar perdeu...
Este mundo! Que por tanto lembrar esqueceu!

David Serrano Sobral

segunda-feira, abril 05, 2004

ALGEMAS

Os nós que nos atam
Embora etéreos são indissolúveis
Invisíveis além do universo de nós dois
Elos imantados de amor
Encaixe perfeito
Côncavo e convexo
Yin e yang
letra e melodia, amor e poesia.
Preso a você, sou livre
Para amar, viver , sonhar
Sou inteiro, amo de forma plena
Sou todo, delicio-me com cada parte
sozinho, sem você
Sinto-me encarcerado num vazio
habitante de um universo sem sentido
sem cores, flores, amores...
Somos fragmentos de uma engrenagem
Que separados são peças inertes,
Juntos movimentamos nosso mundo
E geramos uma existência de amor
Amor, prendo-me a você
Entrego-me de corpo e alma
Pois na cela da solidão,
minha única liberdade é você.

Leonardo Andrade

sexta-feira, abril 02, 2004

ADOPTANDO A MINHA FILOSOFIA DE VIDA

Adoptando a minha filosofia de vida
nesta sociedade, neste mundo
no pouco que do meu ser resta
não vou compreender
nem esperar
o fugaz de tudo que não presta...
Simplesmente, despedaçada
como nitidamente se vê
quanta gente morre
queimada ou afogada
na sua própria ignorância
afundando a cara
para aspirar
a pequena preciosidade
a Liberdade
despojando-a de camadas,
de receios acumulados
e de recordações meramente inúteis...
A minha perseverança
está vista a olhos deslumbrados!
É sinistro a forma de expressar
e imparavelmente murmurar
a minha revolta
que poderá iluminar a muitos!!!
Indiferente, fiquem apenas aturdidos
com a própria audácia de escrever
e discriminar
a seriedade o respeito a confiança
que ninguém inspira
com tanta hipocrisia;
proponho que não se esqueçam
o resígnio que sinto
perante tão Boa Realidade.

Fátima Gueifão

quinta-feira, abril 01, 2004

ABANDONADO POR TI

Abandonado por ti,
Tenho tentado esquecer-te,
Mas tudo em vão,
Pois o que sinto não é ilusão,
É fruto da minha solidão.
Apaixonado por ti,
Tenho tentado não sofrer,
Recordando momentos antigos,
Rindo com os meus amigos,
E chorando por ti.
Mas tu não vens,
Nem levas contigo,
Toda esta saudade,
Onde vou afinal,
Fugindo da realidade.
Abandonado por ti,
Apaixonado por ti,
Sem outro local para estar,
A sobreviver e a lutar,
Por esta paixão que me guia.
Abandonado por ti,
Apaixonado por ti,
Eu vejo o vento a levar-te,
Como uma folha no ar,
Mas ainda te espero ao luar.

Nuno Serrano