segunda-feira, agosto 30, 2004

ESPEREI POR TI...

Esperei por ti, mil noites... mil dias;
Percorri cem vezes os mesmos caminhos!
Procurei e estudei dez magias...
Na inquieta ânsia de ter um só dos teus carinhos...
Esperei por ti, como uma linda flor espera o sol
Como o mar espera seu rio...
Mas a esperança é humana, e também em noite decaiu!

Era noite escura todo o dia
Todo o céu se tornara repugnante,
Tudo o que a alma fascina perdera a alegria;
Tudo me afligia...caía... Afundando-me em meu estado errante!
Mas numa noite de luar
De novo vi luz, de novo me ergui...
Vieste! Voltaste! Ah... Estrela de mil cores!

Depois de tantas noites escuras em claro
Tantos sofredores suspiros em vão
Tu voltaste, agora para sempre, meu brilho
Que do céu fazes mar, que fazes alegria de solidão!
Tantos anos sem ti, tiraram-me tanta vida, tanta cor
Mas em ti ainda acho mais beleza
Ah... Amor, vem... Mostra-me de novo o Mundo e toda a Natureza!

David Sobral Serrano

sexta-feira, agosto 27, 2004

ENIGMA?

Em ti linhas se desenham
Em ti, linhas se cruzam!
No teu seio, luz se mostra
Essa magia... é só amostra?
Tua figura hexagonal, circular,
Figura com e sem forma!
Imaginação transfigurada
Criatividade realizada!

De ti, energia se desprende
E é às tuas linhas
Que minha alma se rende!
O círculo é o tempo
Que para ti não tem fim!
As ondas são uma antiga recta
Que já não é recta, mas continua afim
E os teus seis lados são seis virtudes!

És luz, brilho, sol, calor, fogo, visão!
Passas despercebido, como o coração
Mas estás sempre presente
A iluminar o caminho ausente
Tal como o desconhecido pássaro vizinho
Que salva todos os ovos de um ninho!
És tão original, grandioso, imponente...
Mas será que és feliz...?

David Sobral Serrano

segunda-feira, agosto 23, 2004

É TARDE DEMAIS

É tarde demais...
Sinto, mas tenho que dizer a verdade:
'EU TE AMO!'
E jamais usarei a frase
que já te esqueci!Sinto cada vez mais.

Que alimento um grande amor.
Não poderia dizer jamais
que você não significa nada.
Sinto dentro de mim
que nada foi em vão
tenho certeza.

Que ainda te quero como sempre quis
estarei mentindo dizendonão te amo mais.

Clarice Lispector

sábado, agosto 21, 2004

DOCE REAL IRREALIDADE

Meu sonho: tão inacreditável , impossível...
Porque me persegues na ânsia de atormentar minha alma?
Porque me fazes acreditar que és real, visível...
Se depois olho, toco, ouço e não existe aqui vivalma!?
Porque tens de ser tão puro, tão incrível...
Porque és feitiço tão denunciado e ao mesmo tempo invisível ?
És mar que se ondula ao sabor de Boros!
És céu que se ilumina à vontade de Deus!

Minha perdição inexistente, inesquecível...
Porque é que tanto cativas o meu coração
Que por ti bate ao som de tão apressado corrupio!
Porque semeias esperanças e colhes em mim paixão,
Que me faz voar e me faz perder, num mundo que não existe?
Meu anjo impossível, minha estrela: sem ti tudo perde o sentido!
E, no entanto, és tudo o que é linda imaginação...
Não tardes... Não demores... Não deixes que minha vida seja em vão!

David Serrano Sobral

quinta-feira, agosto 19, 2004

DIVAGAÇÃO AO MUNDO

Na sombra destes sóbrios versos
Escondem-se mil palavras, mil segredos
Amontoados como papel sobre a mesa de um poeta...
Tudo lhes escapa, pois são pequenos seus dedos!
E é na penumbra do dia sem fim, restrito,
Que o sentimento se mostra: verdadeiro e infinito...
Uma mistura do pôr do sol com a morte
A errante combinação do azar com a sorte!

Que é tudo isto? Pergunta a alma, em êxtase! Em delírio...
A resposta é o silêncio, que reina e que gela!
Pára de procurar... Uma flor surge. Que é? Um lírio?
Flor tão bela e tão perfeita? Apenas mais um sonho!
Pois sonho é tudo o que rodeia o mundo...E a verdade?
Onde está essa procura incessante?E a realidade?
Onde está essa ilusão quebrante?
Não está, não existe... Como o mundo; Como eu!

Pois tudo é sonho... Pois tudo é Nada!

David Serrano Sobral